Saúde

Óleo de cannabis consegue reduzir convulsões em crianças com epilepsia grave

Óleo de cannabis consegue reduzir convulsões em crianças com epilepsia grave O óleo de cannabis pode ajudar no tratamento de epilepsia em crianças (Foto: Pexels)O óleo de cannabis pode ajudar no tratamento de epilepsia em crianças (Foto: Pexels)

Um novo estudo da revista Frontiers in Neurology revela que o óleo de cannabis pode reduzir significativamente a taxa de convulsões em crianças com epilepsia grave, e até mesmo eliminar as convulsões em alguns casos.

Neste experimento, os pesquisadores usaram um extrato de cannabis que continha 95% de canabidiol (CBD) e 5% de tetraidrocanabinol (THC), o psicoativo da maconha. Depois, o extrato foi fornecido a sete crianças com epilepsia extrema que não apresentaram melhora com outros tratamentos — uma das crianças, inclusive, teve 1.223 casos de convulsão no mês que antecedeu o estudo.

A dose inicial foi de 5 a 6 miligramas de extrato de cannabis por quilograma de peso corporal por dia. Os pesquisadores contam que quatro dos sete participantes tiveram uma redução de mais de 50% no número de crises diárias. Quando a dose foi dobrada, todos os sete notaram uma melhora considerável e três crianças pararam totalmente com os casos de convulsões.

Os pesquisadores também descobriram que os níveis de THC no plasma sanguíneo permaneceram abaixo do limiar de intoxicação, e que nenhuma das crianças exibiu sinais de estarem drogadas.

Leia também:
+ Por que algumas pessoas ficam paranoicas quando fumam maconha?
+ Lei para uso de maconha em tratamento veterinário é aprovada nos EUA

"Algumas das melhorias na qualidade de vida foram realmente dramáticas, com algumas das crianças apresentando grandes melhorias em sua capacidade de se comunicar com suas famílias", afirmar o autor do estudo, Richard Huntsman, em um comunicado. "Algumas dessas crianças começaram a conversar ou engatinhar pela primeira vez, elas se tornaram mais interativas com suas famílias e entes queridos".

Um dos participantes do estudo foi diagnosticado com síndrome de Lennox-Gastaut (uma forma grave de epilepsia) quando tinha apenas dois anos. Apesar dos vários medicamentos e tratamentos, suas convulsões eram imprevisíveis — em alguns dias ele não apresentava nenhum caso, enquanto em outros sofria de ao menos150 convulsões. Quando começou a tomar CBD, a criança de oito anos começou a mostrar melhorias na sua frequência de convulsões e depois ficou livre das crises.

Com base nesses resultados, os autores do estudo propõem que o óleo de cannabis contendo 95% de CBD e 5% de THC é seguro e eficaz para o tratamento da epilepsia grave em crianças.

Acompanha tudo da GALILEU? Agora você pode ler as edições e matérias exclusivas no Globo Mais, o app com conteúdo para todos os momentos do seu dia. Baixe agora!

Compartilhar Assine já!
Veja essa e outras matérias no site da Revista Galileu