Saúde

Pacientes recuperados da Covid-19 podem ter danos permanentes nos pulmões

Pacientes recuperados da Covid-19 podem ter danos permanentes nos pulmões (Foto: Junqiang Lei, Junfeng Li, Xun Li, and Xiaolong Qi)Pacientes recuperados da Covid-19 podem ter danos permanentes nos pulmões (Foto: Junqiang Lei, Junfeng Li, Xun Li, and Xiaolong Qi)

As pessoas que tiveram a Covid-19, causada pelo novo coronavírus, podem ter danos permanentes nos pulmões, segundo as autoridades do Hospital de Hong Kong, na China. Os médicos da instituição notaram que, nos pacientes que se recuperaram da doença, houve redução da capacidade pulmonar, tal como maior dificuldade para respirar em caminhadas mais rápidas, por exemplo.

Segundo o que Owen Tsang Tak-yin, diretor do Hospital Princess Margaret, em Kwai Chung, disse ao South China Morning Post, os especialistas da instituição já atenderam em consultas de acompanhamento cerca de uma dúzia de pacientes que receberam alta. Desse grupo, três pacientes reportaram não conseguirem fazer as coisas como faziam no passado.

saiba mais

  • Violência contra a mulher aumentou durante quarentena da Covid-19 na China
  • Imagens mostram danos do coronavírus causador da Covid-19 nos pulmões

"Eles ofegam se andam um pouco mais rapidamente", afirmou Tsang. "Alguns pacientes podem ter uma queda de 20% a 30% na função pulmonar [após a recuperação]." Agora, a ideia dos médicos é submeter esses pacientes a testes para determinar quanta função pulmonar eles ainda têm, além de proporcionar fisioterapia para ajudá-los na recuperação — felizmente, essas pessoas conseguem realizar exercícios cardiovasculares importantes para o tratamento.

Embora os médicos concordem que é muito cedo para estabelecer efeitos a longo prazo da Covid-19, eles ressaltam que exames de pulmão em nove pacientes "apresentaram padrões semelhantes a 'vidro fosco' em todos eles, sugerindo que houve danos nos órgãos", disse Tsang. Ainda assim, Tsang fez questão de ressaltar que o efeito a longo prazo nos pacientes recuperados, como se eles desenvolvem fibrose pulmonar, uma condição em que o tecido pulmonar endurece e o órgão não funciona adequadamente, ainda não foi verificado.

Veja essa e outras matérias no site da Revista Galileu