Saúde

Cern está desenvolvendo ventiladores a bateria para pacientes de Covid-19

CERN está desenvolvendo ventiladores a bateria para pacientes de Covid-19. Acima: visão aérea do CERN, na Suíça (Foto: Wikimedia commons)CERN está desenvolvendo ventiladores a bateria para pacientes de Covid-19. Acima: visão aérea do CERN, na Suíça (Foto: Wikimedia commons)

Especialistas em física estão trabalhando na Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (Cern) para criar um respirador para pacientes com quadros leves de Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus. O laboratório, baseado na Suíça, espera desenvolver um modelo teste de ventilador artificial em poucas semanas, para que o equipamento possa ser testado em hospitais.

"Queremos empregar nossos recursos e competências para contribuir com a luta contra a pandemia de Covid-19", afirmou Fabiola Gianotti, diretora geral do CERN, em comunicado. Vários dos mais de 18 mil cientistas filiados ao Cern estão participando do projeto, incluindo alguns que trabalham no acelerador de partículas Grande Colisor de Hádrons (LHC).

saiba mais

  • O que dizem estudos que contestam eficácia da cloroquina contra Covid-19
  • Contra Covid-19, USP projeta viseira para milhares de agentes de saúde

"A equipe percebeu que os tipos de sistemas utilizados para regular os fluxos de gás dos detectores de física de partículas poderiam ser usados ​​para projetar um novo ventilador", afirmou o Cern, em comunicado à imprensa. O protótipo desenvolvido pelos especialistas foi chamado de ventilador comunitário de física de alta energia (HEV, na sigla em inglês).

O intuito dos pesquisadores é criar um aparalho que seja barato e que possa funcionar com baterias, painéis solares ou geradores de emergência. Eles acreditam que, dessa forma, o HEV poderá ser utilizado em locais com recursos limitados ou fontes de energia instáveis.

saiba mais

  • Por que um sistema nacional de saúde é o ideal para lidar com a pandemia
  • Como fazer sua máscara de tecido em casa e usá-la de forma segura

Além disso, quaisquer inovações criadas pelo Cern para ajudar a combater a Covid-19 serão lançadas sob uma licença aberta, para que o equipamento possa ser produzido "sempre que houver necessidade", segundo o laboratório. "O projeto HEV pode ser usado para pacientes em fases leves ou de recuperação, permitindo que as máquinas mais sofisticadas sejam liberadas para os casos mais intensivos", afirmaram os porta-vozes da instituição.

Veja essa e outras matérias no site da Revista Galileu