Band Brasil Ciência Cirurgia Bariátrica Comportamento Conselho Federal de Medicina Convênio Médico Coronavírus Covid-19 Criança doença drogas Ebola Entretenimento Escritores Família Farmácia filhos General Hamilton Mourão Genética Geraldo Alckmin Gravidez Inteligência artificial Internet Jovens Literatura Maconha Mais Médicos maternidade Medicina médico Ministério da Saúde Morte Mulheres Obesidade Pesquisa Pesquisa Científica Planos de Saúde Renan Calheiros República Democrática do Congo Revista VEJA Ricardo Vélez Rodríguez Saúde Sergio Moro Sexo SUS Tecnologia Transplante Tratamentos Venezuela

Missão Covid: a iniciativa de médicos para atender por telemedicina

Um projeto sem fins lucrativos busca entregar assistência à população que precisa de atendimento médico através da telemedicina. A Missão Covid surgiu para atender pacientes por meio de videoconferências para ajudar o sistema de saúde do país a não entrar em colapso. A ideia é prestar o primeiro socorro aos suspeitos de estarem com o novo coronavírus e distinguir quem deve de fato procurar um hospital ou quem deve permanecer dentro de casa.

O oncologista Raphael Brandão é um dos fundadores da Missão Covid. No final de março, ele teve contato com uma pessoa que testou positivo após voltar de uma viagem aos Estados Unidos. Em quarentena e com uma sensação de impotência por não poder trabalhar durante o período, decidiu – ao lado do cardiologista Leandro Rubio e de um amigo de uma startup de tecnologia Cristiano Kanashiro – desenvolver um site para atender os pacientes de casa. Em 72 horas após a primeira conversa do trio, a plataforma estava no ar.

  • Relacionadas
  • Mais Lidas
  • SaúdeCoronavírus: hospital de campanha no Ibirapuera será aberto em maio15 abr 2020 – 16h04
  • SaúdeCoronavírus: partículas do vírus podem viajar por até 8 metros, diz estudo15 abr 2020 – 15h04
  • SaúdeCoronavírus: Leitos de UTI em SP lotam em maio, diz secretário da Saúde15 abr 2020 – 15h04
  • SaúdeCoronavírus: distanciamento social pode ser acionado até 2022, diz estudo14 abr 2020 – 20h04
  • BrasilBrasil1‘O senhor que me demita’, diz Mandetta em briga com Bolsonaro por telefoneSaúdeSaúde2Bolsonaro ameaça, mas desiste de demitir Mandetta nesta segunda-feiraBrasilBrasil3Furioso com Bolsonaro, Mandetta precisou ser acalmado por amigosSaúdeSaúde4Coronavírus: os novos sintomas da doença

    Após divulgação boca a boca e pelo Instagram, a iniciativa deu certo. O site tem duas formas de cadastro: uma para os médicos que querem auxiliar o projeto e outra para os pacientes que apresentam sintomas da Covid-19. Até a tarde desta quarta-feira 15, a Missão Covid já havia atendido 19.934 pacientes e contava com 738 médicos voluntários para realizar o atendimento.

    “Temos médicos de qualquer especialidade porque precisamos de profissionais generalistas. A consulta é gratuita e funciona como um atendimento normal, só que o médico e o paciente estão nas suas casas. Não prescrevemos medicamentos que precisem de receita. A ideia é encaminhar ao pronto socorro aqueles que precisam de atendimento e manter o restante em casa, para não colapsar o sistema de saúde”, explica Brandão.

    Continua após a publicidade

    A iniciativa atingiu várias regiões do Brasil e do mundo. Até agora a Missão Covid já atendeu pessoas com suspeita de estar com coronavírus em 64 países. A iniciativa trata apenas pacientes que apresentam os sintomas e não outros tipos de problemas físicos ou doenças.

    Veja essa e outras matérias no site da Veja